Dia 12.2- Uma Tarde Incrível no Píer de Santa Monica

Após uma manhã e início de tarde bem agitados, decidimos terminar nossa tarde da melhor forma possível: passeando no Píer de Santa Monica.

PÍER DE SANTA MONICA

O píer de Santa Monica é um dos cartões postais de Los Angeles. E não é para menos, pois o lugar é encantador.

Chegamos pela entrada norte, estacionamos e subimos para o píer.

Ele conta com diversas lojinhas, restaurantes e o Pacific Park. Um parque de diversões com a famosa roda gigante que é ícone da cidade.

A icônica roda gigante

Apesar de já ser final de tarde e ter um ventinho frio, havia muita gente passeando por ali. Imagino que no verão o local seja ainda mais animado.

Fomos até a ponta do píer onde a visão do mar é incrível. Ficamos um bom tempo por ali apenas curtindo.

Vista do mar no Píer

Para mim, o píer de Santa Monica é um desses lugares poéticos. Mesmo que você não compre nada, ou não consuma nada dali, não importa. Só o fato de estar ali te faz muito bem.

Sentir o cheiro do mar, ouvir os artistas de rua tocando jazz ou ver pessoas de várias partes do mundo curtindo e se divertindo é muito gostoso.

Curtindo o Píer de Santa Monica

Continuamos caminhando pelo píer, ao som de jazz tocado impecavelmente por um senhor cego. Compramos ainda alguns mimos e roupas nas lojinhas do píer.

Tiramos algumas fotos na frente do Pacific Park. Talvez se fosse verão até tivéssemos nos animado a andar na roda gigante.

Pacific Park

O parque é com certeza um ótimo local para ir se você estiver viajando com crianças. Mas também é muito visitado pelos adultos, então não se acanhe e vá brincar.

Fica aberto das 12h à meia noite.

PALISADES PARK

Saímos um pouco do píer e fomos para uma praça que tem na frente dele, a Palisades Park na Ocean Av.

É um local muito bonito também, tudo verdinho e é possível fazer belas fotos do píer de Santa Monica. Mas não ficamos muito tempo por ali.

Palisades Park com o Píer de Santa Monica ao fundo

Achamos essa praça um pouco insegura. Pode ter sido apenas impressão, mas havia uns caras estranhos que começaram a nos olhar meio torto.

Como não havia muitos outros turistas por ali, por segurança decidimos voltar para o píer.

Chegamos a pensar na possibilidade de jantar no Bubba Gump, mas como ainda não estávamos com fome, decidimos jantar mais tarde.

Pegamos o carro e na saída o Gabriel, que adora o jogo GTA (quem não gosta?), lembrou de uma casa que o CJ tinha nessa praia.

A casa não é exatamente igual à do jogo, mas tiramos foto mesmo assim.

Casa do GTA

Seguimos para a loja TJ Maxx.

COMPRAS NA TJ MAXX

Nosso intuito era comprar algumas roupas e principalmente uma mala.

A TJ Maxx é uma enorme loja de departamento que tem de tudo um pouco. A rede é bem famosa nos EUA. Assim como a Marshall’s, ela também tem as sessões um pouco bagunçadas. Você tem que garimpar entre as araras até achar o que você quer.

Encontramos bons preços e compramos algumas coisas úteis como camisetas, perfumes e a mala que tanto queríamos e precisávamos.

Felizes por termos comprado o que queríamos, voltamos para o nosso apartamento, onde tomamos banho, descansamos e nos arrumamos para a noite.

VENICE BEACH

Venice é bem próxima de Santa Monica, basta seguir de carro pela Ocean Ave, que se tornará Neilson Way, que também se tornará Pacific Ave. Em poucos minutos se chega lá.

A praia é famosa por ser um local multicultural, descolado e descontraído. Infelizmente acabamos vendo muito pouco disso, mas a culpa foi nossa, pois deixamos para ir a Venice somente à noite.

Venice já deserta

Também por não ser verão e estar bem frio, havia poucos lugares abertos e pouca gente na rua.

Acabamos vendo a famosa ciclovia e pista de skate de longe.

O vento estava muito forte e havia muitos andarilhos na região, decidimos não ficar por ali.

Ainda quero muito voltar a Venice e poder usufruir de toda sua diversidade, mas em outro momento, de preferência de dia e no verão.

THIRD STREET PROMENADE

De Venice seguimos para outro local que havíamos ouvido falar muito bem: A Third Street Promenade.

A região é conhecida por ser um excelente local para compras e com ótimos restaurantes. Diferentemente de Venice, ali ainda havia muita coisa aberta e muita gente passeando.

Third Street Promenade

A rua é fechada apenas para pedestres e se estende da Wilshire Blvd, até a Broadway. Além de lojas e restaurantes também conta com muitos artistas de rua.

Dessa vez o som que embalou nosso passeio foi de violino, tocando a música tema de Titanic, entre outras.

Não estávamos ali para fazer compras, por isso não entramos em nenhuma loja. Nosso interesse era conhecer e curtir a região.

Restaurantes na Third Street Promenade

Também queríamos muito jantar por ali, mas estávamos em dúvida. Tanto que pegamos o carro e ficamos dando voltas nas ruas próximas a Third Street Promenade.

Numa dessas voltas encontramos um restaurante italiano já nosso conhecido: a Buca di Beppo. Não pensamos duas vezes e ficamos por ali mesmo, na 2nd St. Tem um estacionamento público bem grande na frente da Buca.

Assim como em Las Vegas, a filial de Los Angeles é extremamente aconchegante e com um atendimento personalizado.

Nosso garçom era tão simpático que fez questão de falar em espanhol conosco o tempo todo. Pedimos dessa vez a massa Chicken Carbonara.

A fome já era tanta que a foto saiu tremida

A massa estava deliciosa, obviamente comemos tudo e saímos super satisfeitos por ter jantado duas vezes em um local tão maravilhoso.

Pegamos nosso carro no estacionamento e aqui vai um fato que achamos curioso. O estacionamento num prédio de vários andares era gratuito, não precisamos pagar nada.

Além disso, havia muitos carros elétricos recarregando as baterias. Achamos isso tão curioso que até tiramos foto, visto que isso no Brasil infelizmente ainda não é algo popular.

Carro elétrico sendo carregado

Voltamos para casa onde deixamos nossas coisas organizadas, pois no dia seguinte seguiríamos para Las Vegas.

Quer saber como foi nossa viagem de carro pelo deserto até Las Vegas , te conto no próximo post.