Dia 2.2 – New York New York, MGM, Compras e Jantar

Olá queridos leitores, no post anterior eu contei um pouco como foi a nossa manhã conhecendo o Excalibur, Luxor e Mandalay Bay, se você ainda não leu, leia aqui.

Ao sairmos do Mandalay Bay pegamos o trem de volta até o Excalibur e de lá atravessamos caminhando via passarela para o New York New York, já que ambos são vizinhos.

 

Atravessando para o New York New York
Atravessando para o New York New York

NEW YORK NEW YORK

Por fora o New York tem uma estátua da liberdade e uma montanha russa gigante, sempre cheia de gente, é super fácil identificá-lo. Internamente ele é muito bonito, todo estruturado para fazer você sentir que está realmente andando pelas ruas de New York.

Parte interna do New York New York
Parte interna do New York New York

Como já era quase meio dia, ficamos dando uma volta na praça de alimentação, pois já estávamos famintos, e resolvemos parar para almoçar na Sirrico’s Pizza. Pedimos um pedaço de pizza para cada um e uma saladinha para acompanhar, sim era difícil manter a rotina saudável, mas eu juro que tentei.

Nosso almoço, pizza e saladinha
Nosso almoço, pizza e saladinha

E na verdade, a salada estava melhor do que a pizza.

Continuamos nosso passeio indo para a loja da Hersheys, momento delícia do passeio e ótimo lugar para ir após o almoço. A loja é bem grande, cheia de novidades. Além de muito chocolate, conta também com roupas e acessórios com a marca Hersheys e muitos doces de balcão, que são uma tentação.

Balcão de doces na Hersheys
Balcão de doces na Hersheys

Compramos algumas coisas, principalmente para presentear, pois os preços são bem em conta. Certamente é uma parada obrigatória para os chocólatras de plantão.

O New York New York também é interessante para quem gosta de diversão radical, pois tem uma montanha russa, a Manhattan Express, que faz o contorno no hotel.

Vimos que a entrada fica dentro do hotel e é possível comprar o ingresso na hora, mas não nos interessamos, principalmente por causa da minha gravidez. Se você já andou nesta montanha russa conta para a gente como foi a sua experiência nos comentários.

MGM

Atravessamos a Strip por uma das muitas passarelas que ligam um hotel ao outro e chegamos direto no MGM. O MGM é imponente e super famoso graças as lutas de boxe e MMA que acontecem lá.

Passarela que conduz ao MGM
Passarela que conduz ao MGM

Entramos no MGM por um bar temático chamado Rain Forest, ele imita uma selva, com direito a barulho de bichos e muito verde. Certamente é um lugar interessante para conhecer e também para levar a criançada. Nesse bar demos uma olhada na lojinha (quase tudo em Las Vegas tem lojinha temática) e fomos conhecer o hotel.

Entrando no Rain Forest do MGM
Entrando no Rain Forest do MGM

Demos uma volta geral por ele, que é enorme, cheio de lojas e com um cassino muito bem estruturado, mas confesso que a essa altura do campeonato eu já estava muito cansada e talvez não tenha prestado atenção em tudo como deveria.

Entrada da Arena do MGM onde ocorrem famosas lutas
Entrada da Arena do MGM onde ocorrem famosas lutas

Voltamos então para o Rain Forest e, antes de ir embora, tomamos um suco muito gostoso de frutas vermelhas que nos ajudou a repor as energias.

COMPRAS NA STRIP

Saímos direto na Strip, nosso plano era dar uma volta na rua e descobrir lojinhas legais, mas o intenso calor acentuou meu cansaço e por isso conseguimos andar apenas uma quadra.

Paramos logo de cara numa loja de souvenirs bem legal chamada Grand Canyon Experience. Compramos alguns presentes, mas me arrependo de não ter ficado mais tempo nessa loja, pois ela realmente é bem completa no quesito lembranças de Las Vegas e com preço mais acessível do que as lojas dos hotéis.

Paramos também na Ross, onde comprei alguns vestidos bem legais. A Ross é uma loja bacana, cheia de opções, mas que tem que ter paciência para garimpar, pois ela é meio “bagunçada”, com roupas não muito bem organizadas. Confesso que poderíamos ter comprado bem mais, de tantas oportunidades baratas que tem nessa loja.

Nessa loja o Gabriel fez uma piadinha e uma senhora que estava do nosso lado riu, além de ser brasileira também era gaúcha :-). Saindo da Ross ainda paramos na loja Famous Footwear, pois o Gabriel queria comprar um tênis.

Repito que se não estivéssemos tão cansados poderíamos ter explorado melhor esse momento de compras, pois ali ao lado tem lojas da MMs, Coca-Cola, Adidas e Marshall’s, uma do lado da outra e nós não entramos em nenhuma.

Caminhando pela Strip
Caminhando pela Strip

Voltamos caminhando pela Strip, atravessamos a rua e seguimos para o nosso hotel, já era final da tarde, mas o sol continuava implacável e eu não via a hora de tomar um banho e descansar.

Antes, porém, o Gabriel ligou para um restaurante do Excalibur chamado Buca di Beppo e reservou lugar para nosso jantar, pois havíamos lido que os restaurantes mais charmosos eram bem disputados. Como queríamos comemorar meu aniversário num lugar legal, não ousamos arriscar.

Também é verdade que esse foi o único jantar em que fizemos reserva. Em Los Angeles ainda jantamos em outra filial da Buca di Beppo (de tanto que gostamos) e não foi necessário fazer reserva.

JANTAR NA BUCA DI BEPPO

Depois de uma soneca estávamos novamente dispostos e fomos para o restaurante. Como já tínhamos reserva, bastou dar o nosso nome e já fomos conduzidos a uma mesa. Achei o restaurante super simpático, uma legítima cantina italiana. Não estava lotado, mas já tinha várias pessoas jantando e a reserva fez sentido.

Interior da Buca di Beppo no Excalibur
Interior da Buca di Beppo no Excalibur

Fomos atendidos por uma moça muito atenciosa que nos mostrou o cardápio de massas bem interessante, com diversas opções gostosas. Escolhemos a Pasta Shrimp Florentine, porção para duas pessoas, porque adoramos camarão. No final não nos arrependemos, pois foi um dos melhores jantares da viagem.

Depois que o pedido foi realizado, o prato não demorou muito para chegar e logo atacamos, comemos tudo e ainda comeríamos mais, a nossa garçonete até nos elogiou, disse que éramos bons de garfo.

A Pasta Shrimp Florentine que comemos
A Pasta Shrimp Florentine que comemos

Voltamos quase rolando para o quarto, a massa estava uma delícia e comemos tanto que nem sobrou espaço para sobremesa.

Ainda tínhamos que deixar nossas malinhas prontas, porque no dia seguinte San Francisco nos esperava.

Acompanhe nossa ida para São Francisco no próximo post.

DICAS PRECIOSAS DO POST

– A loja da Hersheys no New York New York é excelente para comprar presentes e fazer um lanche doce e gostoso.

– Quem curte aventura radical deve conhecer a montanha russa Manhattan Express que faz o contorno no New York New York.

Rain Forest no MGM é um lugar encantador, ideal para levar as crianças e também para descansar da agitação da cidade saboreando um suco natural.

– Se pretende fazer compras nas lojas de rua da Strip separe um dia, ou um turno para isso, não deixe para o final do passeio, como nós fizemos, pois poderá acabar perdendo coisas interessantes.

– A loja de souvenirs, Grand Canyon Experience, é imperdível.

– Excelente loja de roupas, a Ross possui muitas opções e bons preços, mas por ser muito bagunçada demanda tempo e paciência na compra.

Buca di Beppo no Excalibur, excelente restaurante italiano. Ótimo atendimento, pasta deliciosa e ambiente agradável. Para garantir seu jantar é melhor ligar antes e fazer reserva. Há diversas outras filiais pelo país.