Dia 11.3 – Noite de Espetáculo: Assistindo um Jogo da NBA em Los Angeles

Dia de jogo da NBA.

Jogo da NBA, Clippers vs Spurs

Após a manhã nos estúdios da Warner e a tarde em Hollywood e Calçada da Fama, retornamos ao apartamento em Santa Monica. A ideia era tomar banho e descansar um pouco antes do jogo.

No entanto, aconteceu algo inesperado que nos fez mudar os planos e quase perder o jogo.

UMA ESCORREGADA NO INGLÊS QUE CUSTOU 50 DÓLARES

Ao chegar no nosso quarto, a porta não abria. E a chave que eu pensei que era do quarto, não funcionava.

Acontece que eu tranquei a porta do nosso quarto e a anfitriã não tinha chave para ele.

Houve um desencontro de informações. Na verdade, logo que chegamos no apartamento ela havia explicado para sempre trancar a porta da rua, ao sair. E não a do quarto, como eu havia entendido.

Como somos brasileiros e desconfiamos de tudo, além de entender essa parte errado, tranquei o nosso quarto.

Fato é que tivemos que esperar um chaveiro abrir a porta e ainda arcar com 100 dólares. Um baita prejuízo.

Felizmente a anfitriã foi muito gentil nesse momento e dividiu comigo o prejuízo. Na verdade, eu acho que ela se sentiu culpada por não ter uma chave para o quarto.

Bom, essa situação toda demorou em torno de uma hora. Pelo menos aproveitamos para descansar um pouco na sala. 🙂

Depois de aberto ainda deu tempo de tomar banho. Só não conseguimos dormir, nem recarregar completamente celulares e câmera fotográfica, como havíamos planejado.

JOGO DA NBA. UM ESPETÁCULO DE EVENTO

Finalmente, vamos ao melhor evento da viagem: o jogo da NBA!

Comprei os ingressos, ainda em San Francisco, para o jogo Los Angeles Clippers vs San Antonio Spurs. Era o jogo 2 da primeira rodada dos playoffs.

Não podia comprar no Brasil ainda, pois na fase de playoffs os jogos só são definidos quando se termina a temporada regular, o que aconteceu quando estávamos em San Francisco.

Clippers é um time que vem fazendo boas temporadas nos últimos anos, sempre se classificando para os playoffs. Conta com os astros Chris Paul e Blake Griffin. Muito embora o time mais famoso da cidade seja os Lakers.

Já o Spurs é um time de peso. Até então era o atual campeão da NBA (com 5 títulos na história) e ainda contava com um dos melhores jogadores da história: Tim Duncan. Além dele, pudemos assistir ao brasileiro Tiago Splitter e outros astros como Kawhi Leonard e Tony Parker.

O jogo começava às 19 horas e saímos de casa com pouco tempo sobrando.

O problema é que Los Angeles tem muito carro. Mesmo com um monte de auto estradas cruzando a cidade, parece que não são suficientes. Engarrafamentos acontecem com bastante frequência na região.

Chegamos ao Staples Center em cima da hora. 19 horas pontualmente.

Na frente do Staples Center

Eu queria passar na lojinha do time antes para comprar algum souvenir ou mesmo uma camisa. Mas não tivemos tempo.

Corremos para a fila que o nosso ingresso apontava e logo estávamos sentados nos nossos lugares.

PORQUE CADA JOGO DA NBA É UM ESPETÁCULO?

Os americanos gostam muito de transformar seus eventos em shows. São especialistas nisso.

Mas porque um jogo da NBA é tão bom e vale a pena ver pelo menos um na sua vida?

  • A começar pela organização, onde tudo funciona perfeitamente:

Você pode chegar em cima da hora, como foi o nosso caso, e não haverá filas te atrapalhando. Tudo é muito ágil. Tudo é bem sinalizado para você se achar.

  • Segundo, a questão da segurança. Há diversos seguranças e policiais cuidando do ambiente:

As torcidas dos dois times se misturam na arquibancada e não há conflito algum por isso. Nós mesmos estávamos lá de preto, torcendo pelo time visitante, inclusive com moletom do time e em nenhum momento nos sentimos ameaçados.

  • Terceiro, a torcida:

Em cada assento havia uma camiseta vermelha do time, especial para os playoffs, para os torcedores usarem e deixarem o ginásio mais bonito. É bem comum alguns times fazerem isso, principalmente nos playoffs. No final do jogo você leva essa camisa para casa, como presente do time.

  • Em seguida, um dos pontos altos do espetáculo, a apresentação dos jogadores:

Esse momento é um show à parte. Ao invés de escrever, confira o vídeo que gravei da apresentação:

  • Depois disso, a cada tempo pedido por um time, ou intervalo entre os períodos, sempre havia um showzinho na quadra.

Havia as cheerleaders e o Skydunk (carinhas fazendo enterradas usando um trampolim). Outra hora aparecia um outro cara com uma espécie de canhão, disparando camisetas para a torcida. E havia também um carinha que subia no teto do ginásio e também jogava camisetas para a torcida, que caiam com um mini paraquedas.

Showzinho das Cheerleaders
Skydunk, uma mistura de enterradas com malabarismo.
É com essa barril preto que eles disparam as camisetas de brinde para a torcida.
  • No intervalo ainda teve um show de um cantor que não sei o nome.

Faltando 5 minutos para o intervalo, saímos para comprar um lanche nos bares. É bom sair antes para não pegar fila.

Ocorreu outro fato engraçado nesse momento. Ao pedir o nosso lanche, o atendente disse que não havia coca-cola tradicional, apenas smoothie. Eu pensei que era um smoothie de frutas, como um suco, por exemplo. Só ao receber o pedido e experimentar, percebemos que era um smoothie de coca-cola.

Que troço horrível, completamente congelado. Jogamos fora e pegamos uma coca-cola normal no bar ao lado.

Além da coca-cola, comemos pretzel e pipoca. Ótimos acompanhamentos para o jogo.

Hora do Lanche. Dica é sair antes do intervalo para não pegar fila.
  • Havia ainda a câmera do beijo e a câmera da dança, que foca nas pessoas que estão dançando na torcida e faz até um duelo entre elas.

Outro detalhe importante da organização do jogo é o seguinte. Se você sair para ir no banheiro ou no bar, você só pode voltar para seu lugar quando o jogo parar. Ou seja, quando a bola não estiver em jogo, como uma falta ou um pedido de tempo, por exemplo.

Acho que fazem isso para não atrapalhar o jogo. Não sei até que ponto isso faz sentido, mas é um regra bastante respeitada.

  • Por fim, o próprio jogo. Que também foi um espetáculo e acabou sendo decidido apenas na prorrogação, vencido pelos Spurs.
Jogo rolando.

Ao sair do ginásio, é muito legal ver as torcidas andando juntas pacificamente.

Há muitos bares próximos do Staples Center. Muitas pessoas aproveitam para comemorar após o jogo. Até pensamos em estender um pouco mais a noite, mas já estávamos cansados. Por causa da prorrogação, chegamos ainda mais tarde em casa.

Esse evento valeu muito a pena. Sério mesmo. Recomendo a todos que um dia assistam um jogo da NBA in loco.

No próximo dia, diversos passeios por Los Angeles, inclusive a casa do Will Smith no seriado “Um maluco no pedaço”. Não perca.